Diamantes, esmeraldas e rubis: PF investiga mais cinco presentes com Bolsonaro

Grod Merth
Grod Merth
2 Min Read

Conjuntos foram destinados a Bolsonaro em duas viagens aos Emirados Árabes. As cinco peças estariam na fazenda de propriedade do ex-piloto Nelson Piquet, em Brasília

A Polícia Federal investiga a destinação de cinco presentes dos Emirados Árabes Unidos recebidos pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Assim como as joias da Arábia Saudita, as peças foram incorporadas ao acervo privado do ex-mandatário. São um relógio de mesa cravejado de diamantes, esmeraldas e rubis; três esculturas, sendo uma feita de ouro, prata e diamantes; e um incensário de madeira dourada.

Os conjuntos foram destinados a Bolsonaro em duas viagens diferentes aos Emirados Árabes, em novembro de 2021 e em outubro de 2019. Os valores dos itens não foram registrados pela Presidência da República.

As informações foram publicadas pelo O Globo nesta segunda-feira (5). O jornal teve acesso a cópia do documento do Gabinete de Documentação Histórica da Presidência da República que detalha os itens.

A reportagem revela que uma das peças é um relógio de mesa dado pelo príncipe dos Emirados Árabes Unidos Mohamed Bin Zayed Al Nahyan. O objeto de 61 centímetros de altura foi “confeccionado em prata de lei com banho de ouro, cravejado com diamantes, esmeraldas e rubis”.

Ele tem ainda um “domo ornado com arabescos em prata e ouro”, representando o edifício Qasr Al Watan, localizado em Abu Dhabi. As bases são compostas “com elementos fitomórficos (em formato de plantas) dourados cravejados com diamantes, rubis e esmeraldas, tendo fundo esmaltado em verde”.

Compartilhe este artigo
Leave a comment